Campanha #600peloBrasil

A mobilização unificada visa pressionar o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM) a colocar em votação a Medida Provisória 1000/2020, que prorrogou o auxílio emergencial até dezembro, mas reduziu o valor pela metade.

As 11 centrais sindicais brasileiras lançaram nesta quinta-feira (17) a campanha #600peloBrasil. A mobilização unificada visa pressionar o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM) a colocar em votação a Medida Provisória 1000/2020, que prorrogou o auxílio emergencial até dezembro, mas reduziu o valor pela metade.

O mote é “600 Pelo Brasil – Coloca o Auxílio Emergencial pra votar, Maia. É bom para o povo, para a economia e para o Brasil”.

Além de pressionar Maia, a campanha vai fazer pressão sobre os parlamentares para que aumentem o valor do auxílio, reduzido pela nova MP para R$ 300. A exigência é que seja mantido o valor de R$ 600 (e R$ 1.200 para as mães chefes de família) até dezembro.