Assédio Moral – É imoral, é ilegal e adoece

O assédio moral pode ser definido como a exposição de pessoas a situações humilhantes e constrangedoras, repetitivas e prolongadas durante a jornada de trabalho no exercício de suas funções e na vida cotidiana, sendo mais comuns em relações hierárquicas autoritárias e assimétricas, em que predominam condutas negativas, relações desumanas e aéticas de longa duração.

Esse tipo de assédio caracteriza-se pela degradação deliberada das condições de trabalho e de vida em que prevalecem atitudes e condutas negativas dos chefes em relação a seus subordinados, constituindo uma experiência subjetiva que acarreta prejuízos práticos e emocionais para o trabalhador e a organização. A vítima escolhida é isolada do grupo sem explicações, passando a ser hostilizada, ridicularizada, inferiorizada, culpabilizada e desacreditada diante dos pares.

A ADUFPI não compactua com qualquer tipo de assédio e encoraja todas as suas associadas e associados, e também não associadas (os) a DENUNCIAREM todo e qualquer tipo de assédio no âmbito da Universidade Federal do Piauí ou em suas vidas privadas. A UFPI é palco de muitos casos relatados de assédio e não apenas de cunho moral. A Diretoria do sindicato irá se manter vigilante e pronta para tomar todas as medidas cabíveis para coibir estas ações onde quer que seja.

O ANDES – Sindicato Nacional, preparou uma cartilha sobre o assédio na qual orienta pessoas a identificar e como proceder diante de situações constrangedoras em que se manifestam diversos tipos de assédio. Baixe, se informe-se de seus direitos e DENUNCIE. Assediadores se sentem livres para continuar seus atos pela impunidade. Vamos juntas criar uma rede de solidariedade e apoio e assim, nos fortalecermos contra essas violências. Diga não ao assédio.

Acompanhe nossas redes sociais:

🔵 facebook.com/adufpi
🔴 instagram.com/Adufpi
⚫https://youtube.com/adufpi

ADUFPI em tempos de luta!