Carta aberta ao Governador WELLINGTON DIAS e ao Prefeito FIRMINO FILHO

O Piauí teve, nos últimos três dias, elevadíssimos números de mortos e acelerou o número dos infectados que precisam de UTI e respiradores. Dessa forma, qual o sentido de se flexibilizar muito mais o comércio e os serviços?

O Brasil e o Piauí estão atravessando picos de contaminados e de óbitos pelo coronavírus. Várias cidades, a exemplo de Porto Alegre e Curitiba, que flexibilizaram seu comércio e serviços antes de uma queda acentuada de contaminação e de óbitos, e tiveram que voltar atrás.

O Piauí teve, nos últimos três dias, elevadíssimos números de mortos e acelerou o número dos infectados que precisam de UTI e respiradores. Dessa forma, qual o sentido de se flexibilizar muito mais o comércio e os serviços? Isso contraria a Ciência e as recomendações da OMS.

Estamos vivendo uma tragédia, como podemos pensar em abrir o comércio e os serviços agora, sabendo que essa tragédia só vai aumentar e o sistema de saúde não suportará? Vamos permitir que centenas de pessoas morram por falta de qualquer assistência hospitalar? É essa a decisão dos poderes públicos Estadual e municipais?

Ou alguém tem alguma dúvida que, aumentando celeremente o número de pessoas nas ruas e aglomerados urbanos, aumentará rapidamente o número de pessoas infectadas e que precisarão de hospitais? Estes, estão quase lotados em suas UTIs, e, com o aumento de infectados, em 15 ou 20 dias, o caos se estabelecerá.

Nesse sentido, as organizações que integram a Frente Piauí Popular e a Frente Povo Sem Medo vêm a público manifestar a sua enorme preocupação com a possibilidade de liberação do comércio no Piauí, que poderá ocasionar em um verdadeiro caos sanitário em nosso estado, e afirmar que, a vida do povo piauiense deve estar em primeiro lugar!

Assim sendo, a Frente Piauí Popular e Povo Sem medo exigem que os Governos Estadual e Municipais suspendam qualquer plano de retomada dos setores econômicos no estado até que os riscos de contágio do coronavírus diminuam significativamente. Pois já vimos o que ocorreu em outras capitais. Sabemos que se aberto o comércio e os serviços em geral, em pouco tempo os hospitais superlotarão e os governos voltarão atrás. Mas, quantos precisarão morrer para que a prudência e a responsabilidade prevaleçam?

A VIDA DEVE ESTAR ACIMA DO LUCRO! Somos contra que se jogue milhares de pessoas à mercê do coronavírus, para adoecerem ou morrerem, sem ter qualquer atendimento hospitalar, pois os hospitais estarão superlotados e sem vagas. Entendemos que, enquanto o número de pessoas infectadas por dia não for inferior a 500, e o número de óbitos pelo coronavírus não for inferior a 10 por dia, nada mais deve ser flexibilizado.

Não aceitamos que os governos do Piauí, de Teresina e de outras cidades do nosso estado, que até agora tomaram medidas para proteção da vida das pessoas, liberem agora a economia, o comércio e os serviços gerais, para a morte de muitos e muitas.

“NÃO SE ENGANEM. A FLEXIBILIZAÇÃO DA QUARENTENA, NESSE MOMENTO, NÃO É A VIDA VOLTANDO AO NORMAL. É APENAS A NORMALIZAÇÃO DA MORTE”, como bem já disseram. ALERTAMOS ISSO PARA QUE GOVERNOS DA VIDA NÃO SE TRANSFORMEM EM GOVERNOS DA MORTE! O POVO DO PIAUÍ NÃO MERECE ISSO! Sabemos que “O SILÊNCIO DIANTE DO MAL É EM SI MESMO UM MAL”.

“PIAUÍ EM DEFESA DA VIDA!!! NÃO À ABERTURA DO COMÉRCIO!!!”

Assinam:

FRENTE PIAUÍ POPULAR FRENTE POVO SEM MEDO

Dr. Carlos Henrique Costa

Marcelino Fonteles

CUT – Central Única dos Trabalhadores

CTB – Central de Trabalhadores do Brasil

MAB – Movimento dos Atingidos por Barragens

MPA – Movimento dos Pequenos Agricultores

MST – Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra

ABJD – Associação Brasileira de Juristas pela Democracia – Núcleo Piauí

CMP – Central de Movimentos Populares

FAMCC-PI – Federação das Associações de Moradores e Cons. Comunitários

UJS – União da Juventude Socialista

JPT – Juventude do Partido dos Trabalhadores

MCP – Movimento Camponês Popular

SINTTEL – Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Estado do Piauí

PCdoB – Partido Comunista do Brasil

PT – Partido dos Trabalhadores

UP – Unidade Popular

PCO – Partido da Causa Operária Levante Popular da Juventude

ADUFPI – Associação de Docentes da UFPI

Obra Kolping Piauí

UBM – União Brasileira de Mulheres

FARBRAL – Feministas Anarquistas Revolucionárias do Brasil Frente Popular de Mulheres Contra o Feminicídio

FETAG – Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Piauí