ADUFPI participa de ato público no dia do Servidor Público.

Na manhã de quarta-feira, 28 de outubro, a ADUFPI em parceria com SINTUFPI e a Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPAR) realizaram um ato de panfletagem no pórtico da Universidade Federal do Piauí.

Na manhã de quarta-feira, 28 de outubro, a ADUFPI em parceria com SINTUFPI e a Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPAR) realizaram um ato de panfletagem no pórtico da Universidade Federal do Piauí. A atividade tem o intuito de chamar atenção para o Dia do Servidor Público que este ano trouxe a tona questões pontuais a respeito da importância dos serviços públicos no país, e principalmente, em virtude da proposta de Reforma Administrativa, enviada à Câmara dos Deputados pelo Governo Federal.

A PEC 32/2020, propõe alterações no funcionalismo público no qual a categoria avalia como “uma medida de desvalorização de diversos serviços públicos para os servidores do todo país”,o objetivo é o de alterar as regras para os futuros servidores dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário da União.

Se aprovada, a estabilidade dos cargos passa a ser garantida apenas para servidores das chamadas carreiras típicas de Estado, que só existem na administração pública, e que hoje incluem carreiras como as de auditor da Receita, diplomata e técnico do Banco Central.

Os sindicatos, ainda realizaram ato em praça pública para chamar a atenção da sociedade ao movimento,que visa alertar à população sobre os impactos da Reforma Administrativa para os servidores e consequentemente aos serviços públicos. Também houve carreata no centro de Teresina, em frente aos Correios, ao Banco do Brasil e na sede da prefeitura de Teresina.

Marli Clementino, atual presidenta da ADUFPI, declara que ” é muito importante que estejamos mobilizados nesse momento em que nossos direitos conquistados historicamente estão sendo ameaçados frente às ações perpetradas pelo Governo Federal. Por isso estamos nas ruas para fazer esta fala e conclamar toda a sociedade, servidoras e servidores públicos para que juntos possamos discutir e mostrar a importância dos inúmeros serviços públicos que serão afetados com a aprovação da Reforma Administrativa”.

Juntas, as entidades se organizaram para que outras atividades fossem realizadas, de forma a não deixar passar em branco as mobilizações referentes ao dia do servidor. Foram realizadas lives com professores e especialistas para que mais informações fossem disponibilizadas a fim de aprofundar a discussão e informar o máximo possível de pessoas sobre o assunto.

Marli Clementino ainda ressalta que “diante de todas as dificuldades e desafios que se apresentam nessa conjuntura, fortalecer os vínculos com outras entidades é fundamental na defesa dos serviços públicos e os direitos do toda classe trabalhadora”.