JUSTIÇA FEDERAL DETERMINA QUE O REITOR

Ago. 25, 2009, 3:29 p.m.

 

JUSTIÇA FEDERAL DETERMINA QUE O REITOR LUIZ JUNIOR EXCLUA PROFESSOR DE COMISSÃO DE PROCESSO ADMINISTRATIVO

 

Em 27 de janeiro de 2009, o professor MAGNUS MARTINS PINHEIRO foi designado para constituir Comissão de Processo Administrativo Disciplinar. No dia 05 de fevereiro de 2009, o professor MAGNUS entrou com uma solicitação, junto ao Reitor LUIZ JUNIOR para ter seu nome retirado da citada comissão. O professor alegou SUSPEIÇÃO, já que é amigo íntimo do professor que seria investigado. A Administração Superior da UFPI indeferiu o pleito. O professor MAGNUS recorreu a Justiça Federal para ter seu direito respeitado, já que a Lei nº 9.784/99, assim garante. Para nossa satisfação, recebemos a informação de que a Justiça Federal determinou, através de mandado de segurança individual (clique aqui e veja), que o Reitor LUIZ JUNIOR retirasse o nome do professor MAGNUS da Comissão de Processo Administrativo Disciplinar. Sendo assim, o Reitor LUIZ JUNIOR FOI OBRIGADO A ASSINAR EM 14/08/09 O ATO Nº 1314 RETIRANDO O REFERIDO PROFESSOR DA COMISSÃO (clique aqui para ver).

 

COMENTÁRIOS DO OBSERVATÓRIO:

 

O Reitor LUIZ JUNIOR não pode tudo, apesar de pensar que pode. O Reitor LUIZ JUNIOR não está acima da Lei, apesar de achar que está.

É público e notório que a forma de se montar as Comissões de Inquéritos Administrativos na UFPI são maculadas por vícios de origem. Não existem critérios objetivos e impessoais para escolher os membros dessas comissões. Tem imperado, até agora, a vontade pessoal e autoritária do Reitor LUIZ JUNIOR. O fato acima relatado deve servir de estímulo a todos os docentes que se sintam constrangidos e até coagidos a participarem dessas comissões arbitrariamente constituídas pelo Reitor LUIZ JUNIOR. Enquanto não tivermos critérios objetivos, impessoais e públicos, podemos questionar qualquer indicação para qualquer uma dessas comissões.

 

EM TEMPO:

 

I. DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS: enquanto o professor MAGNUS teve que passar por todos esses percalços para ter seu nome excluído de uma Comissão de Processo Administrativo Disciplinar, observe o Ato da Reitoria abaixo:


Curiosidades:

a) A data do Ato da Reitoria que exclui, A PEDIDO, o professor CLÉBER DE DEUS de uma Comissão de Processo Administrativo Disciplinar coincide com a data do Ato de nomeação do professor MAGNUS PINHEIRO para uma Comissão de Processo Administrativo Disciplinar.

b) Destaca-se que, para o professor CLÉBER DE DEUS sair da Comissão, bastou UM PEDIDO.

c) É bom que se saiba que o professor CLÉBER DE DEUS é um Cientista Político que já escreveu diversos artigos defendendo a gestão do Reitor LUIZ JUNIOR.

d) Comenta-se que o professor CLÉBER DE DEUS é o Cientista Político preferido do Reitor LUIZ JUNIOR.

II. É URGENTE QUE SE FORMULEM CRITÉRIOS OBJETIVOS E IMPESSOAIS PARA FUNDAMENTAR A ESCOLHA DE MEMBROS DAS COMISSÕES DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS.

 

Ass.

 

OBSERVATÓRIO ADUFPI

 

 

Comente agora

Busca Adufpi

Sistema Adufpi

Contatos Adufpi

Último Informativo

Informativo Adufpi 2017

Adufpi Facebook

Links Úteis