SINTE-PI promete acampar se não houver negociação

Maio 17, 2010, 5:33 a.m.

Maio é mês da data base para os trabalhadores em educação e por isso o SINTE-PI vem mobilizando a categoria para pressionar o governo a abrir um canal de negociação. Dia 18 de maio vamos realizar uma paralisação estadual com manifestação, às 9 horas, em frente ao Palácio de Karnak, em Teresina. SE NÃO HOUVER NEGOCIAÇÃO VAMOS ACAMPAR.

Os trabalhadores em educação reivindicam: piso salarial nacional da educação, reajuste salarial, regularização da situação dos vigias, PROFUNCIONÁRIOS e outros direitos da. O momento é propício para uma forte mobilização, pois é somente pela luta e com muita pressão que vamos garantir reajuste salarial.
 
Diante disso, é preciso que cada trabalhador em educação entenda que essa luta é de todos para juntos garantirmos as conquistas. A presidenta do SINTE-PI, Odeni Silva disse que a direção do SINTE-PI já participou de uma audiência com o Governo. “Nesta audiência apresentamos um relato da atual conjuntura da educação no Estado do Piauí frente às reivindicações dos trabalhadores em educação e também exigimos melhores condições de trabalho. Esperamos que a nova administração do Estado possa dar um tratamento diferenciado aos trabalhadores em educação.” Afirmou Odeni Silva.
 
Os principais pontos de reivindicação da educação:
 
Piso Salarial da Educação

O SINTE-PI defende um piso no valor de R$ 1.312,85 e essa interpretação se baseia no aspecto legal da Lei do Piso, a Lei nº 11.738/2008, que garante a correção anual, no mês de janeiro, a partir do ano de 2009. Sendo assim, o piso, que em 2008, era de R$ 950,00, passou, em 2009, para R$ 1.132,40. E agora, em janeiro de 2010, com o reajuste, passa a ser de R$ 1.312,85. Atualmente os professores do Piauí recebem um valor no vencimento de R$ 1.024,67. Queremos discutir a diferença do piso salarial da categoria.
 
Salários atrasados de Dezembro e 13° salário de 1994
O SINTE-PI luta pelo pagamento dos salários atrasados, ainda do Governador Guilherme Melo, que deixou de pagar aos servidores estaduais o salário referente ao mês de dezembro de 1994 e parte do 13º salário do ano de 1994.  Exigimos do governo o pagamento desses atrasados.
 
Profuncionário

Profuncionário é um curso de formação continuada para os técnicos de nível médio implementado numa ação do Governo Federal, através de convênio entre estados e municípios. O Piauí é um dos estados contemplados. Hoje, mais de 2 mil funcionários já concluíram essa formação. No entanto, cerca de 142 servidores não tiveram a devida promoção. Após várias reuniões com o ex-secretario de educação, Antonio José Medeiros, ele nos informou que o Ex-governador Wellington Dias autorizou a promoção desses servidores, e que sairia no mês de Abril de 2010. A promessa não foi cumprida. Exigimos uma solução.
 
Gratificação dos Diretores: assim como no caso do Profuncionário, na última reunião com o ex-secretario de educação, Antonio José Medeiros garantiu que sairia em Março, retroativo ao mês de Janeiro. Sendo R$ 400,00 reais a gratificação para os diretores das escolas de até 500 alunos; e de R$ 500,00 a gratificação para os diretores das escolas de acima de 500 alunos até mil; e de R$ 600,00 reais para diretor de escola acima de mil alunos. Supervisor Municipal de mais de uma escola que exerce a função também de diretora, a gratificação é de R$ 600, 00 reais e de uma só escola é de R$ 500,00. Essa promessa também não foi cumprida. Exigimos solução.
 
Gratificação dos Secretários de escolas e dos Coordenadores: Reivindicamos o aumento destas gratificações, considerando que há mais de 10 anos elas estão congeladas.
Gratificação da Regência: queremos garantir um aumento na gratificação de regência dos professores neste mês de maio. Não vamos abrir mão!!
 
Regularização da jornada dos vigias no interior, bem como pagamento de hora-extra: queremos adotar a mesma jornada da capital para o interior, sendo 12/36 ou 24/72 horas. Somos contrários à proposta do sistema de vigilância eletrônica no interior, e  vamos solicitar o imediato cancelamento.
 
Data base da categoria em Maio: reivindicamos o reajuste dos técnico-administrativos e a diferença do Piso Salarial dos professores.
 
Agendamento de aposentadorias: o pedido de aposentadoria está sendo agendado para o próximo ano, mesmo comprovando o tempo de contribuição e idade. Reivindicamos agilidade e pessoal de apoio neste setor de aposentadoria. È um absurdo o que está acontecendo neste setor. Exigimos providência urgente!
 
Estrutura Escola

Queremos discutir a estrutura de funcionamento das escolas de tempo integral e também das demais.

 

Comente agora

Busca Adufpi

Contatos Adufpi

Último Informativo

Informativo Outubro 2014

Adufpi Facebook

Links Úteis