Universidades Públicas do Piauí padecem com cortes na Educação

Dez. 12, 2015, 12:20 p.m.

Docentes e alunos da Universidade Federal do Piauí (UFPI) participaram na tarde desta quinta-feira (10), do IV Encontro Regional Nordeste I ANDES-SN, no auditório do Campus Ministro Reis Veloso. O evento teve por objetivo debater o Ajuste Fiscal e a Crise da Universidade Pública Brasileira.

 

Durante as mesas redondas realizadas os professores fizeram um breve panorâmico da situação pelas quais passam as Instituições Públicas de Ensino Superior do Piauí. Em sua totalidade as queixas são muito semelhantes, pois todas passam pelos cortes nos recursos destinados à Educação e suas consequências, como elencou a professora do IFPI, Gilcilene de Brito.

 

“Estamos enfrentando redução em repasses para refeitórios, salários atrasados, dificuldade com repasses para diárias e passagens de professores e alunos que vão apresentar trabalhos, participar de congressos, contas de água e luz atrasadas. Iniciamos o ano falando de cortes e vamos terminar o ano falando de cortes. E isso só prejudica os estudantes e a qualidade de ensino.”, frisou.

 

Contudo, o professor Jurandir Lima, também destacou que por meio da ADUFPI, as pautas locais dos campi da UFPI estão sendo construídas e cobradas junto à administração. “Nessas pautas locais temos trabalhado quatro aspectos bastante importantes: uma instatuinte, a resolução e edital de remoção interna, a resolução de carga horária dos professores, e a promoção e progressão dos mesmos. Além da pauta construída junto aos estudantes, como a questão da segurança, de infraestrutura, manutenção das bolsas, acesso a internet.”, afirmou Jurandir Lima.

 

Na oportunidade o presidente do ANDES-SN, Paulo Rizzo, chamou a atenção para o fato de já existirem universidades federais ameaçando fechar as portas em decorrência dos cortes. “O nível de ataque que estamos sofrendo é muito grande. (...) Vamos continuar com a campanha “abre as contas reitor”, muitos reitores abriram as contas durante a greve. As universidades vão começar a fechar. A do Rio de Janeiro é um exemplo real de universidade que pode fechar as portas. Se não tivéssemos feito a greve, com certeza algumas universidades já teriam fechado.”, destacou.

 

Também participaram como palestrante e debatedores do evento, o professor de Economia da UFPI, Osmar Gomes, a professora Lina Santana, Associação dos Docentes da Universidade Estadual do Piauí (Adcesp-Seção Sindical do ANDES-SN).

 

Eleições

Outro assunto posto em discussão durante o Encontro foram as eleições para a diretoria da ADUFPI que deve acontecer somente em janeiro de 2016. A questão foi levantada pelos professores Osmar Gomes e Johnson Nogueira, logo rebatida pelo diretor de Relações Sindicais da ADUFPI, Alexis Leite. "Este não é o momento e nem o lugar para tratar sobre as eleições.", asseverou.

Busca Adufpi

Eleições Adufpi 2018

Sistema Adufpi

Contatos Adufpi

Último Informativo

Ações 2016-2018

Adufpi Facebook

Links Úteis