2º Encontro Internacional de Pesquisadores

Abril 10, 2014, 4:52 p.m.

Dia: Abril 10, 2014, 4:51 p.m.

Apresentação

Atualmente vivemos um momento da História da Ciência, onde mais do que nunca se questionam as fronteiras das disciplinas científicas. O ritmo a que os investigadores têm aprofundado o conhecimento científico, nas mais variadas áreas do saber, leva a que, cada vez mais, os percursos profissionais se desenvolvem de tal forma que a área de formação inicial, aparentemente, se apresenta como secundária aquela onde se encontram cientificamente no presente. Isto é particularmente verdade no que se refere às ciências que servem de base para este evento científico, nomeadamente a Ciências da Saúde,Atividade Física e Saúde, Bioética, Esporte e Desempenho Humano, Psicologia do Exercício e Saúde e Bem Estar.

Porque toda a boa pesquisa científica nasce da curiosidade de quem a faz, importa encontrar formatos em que os pesquisadores possam partilhar saberes. O II Encontro Internacional de Pesquisadores em Esporte, Saúde, Psicologia e Bem-Estar, tem por objetivo proporcionar um formato onde se discutemos mesmos problemas tal como estudados por diferentes áreas científicas. Promovendo o diálogo e a partilha de idéias, perspectivas e experiências, pretendemos que os participantes possam contribuir para o avanço da ciência identificando problemas comuns e assim construírem projetos de pesquisa em que as diferentes áreas se complementem. Desta forma os participantes darão início a um processo que tem por objetivo consolidar uma linguagem científica de forma multidisciplinar e traduzida no desenvolvimento de projetos conjuntos de pesquisa, que se pretendem de caráter internacional.

Com a realização deste evento procuramos salvaguardar o princípio de que a ciência e o saber são bens Universais. Promover a troca de experiências com o objetivo de se desenvolver projetos transfronteiriços é também uma forma de incentivar as boas práticas científicas tal como estas se podem corporizar na internacionalização da produtividade científica que até agora tem sido realizada em contextos isolados e em que a prioridade, graças ao isolamento dos investigadores, tende a traduzir-se na excessiva preocupação em acrescentar linhas ao curriculum vitae de cada investigador.

Partilhamos da opinião que é urgente encontrar estratégias que permitam o desenvolvimento de uma nova cultura de prática científica, traduzida em formas de partilha diferentes daquela que atualmente dispomos e que impõe limites à operacionalização da criatividade científica. Neste sentido e certos que este é um primeiro passo na longa caminhada que se adivinha na construção de comunidades internacionais de pesquisadores em que diferentes áreas científicas se predispõem a procurar soluções para os problemas comuns e que despertam a curiosidade dos seus membros.

Autor: http://eipse.com.br/

Busca Adufpi

Contatos Adufpi

Último Informativo

Informativo Outubro 2014

Adufpi Facebook

Links Úteis